ANÁPOLIS GOIÁS
MANHÃ DA SÃO FRANCISCO
Atualizado em 03/02/2023 - 13:27

O ex-motorista Waldeir Aparecido Nogueira, de 52 anos, foi preso nesta quinta-feira (2) por tentar convencer as duas filhas a terem relações sexuais com ele, em Anápolis (GO). Horas após a prisão, uma sobrinha também denunciou que foi estuprada pelo autor. De acordo com a Polícia Civil, os abusos aconteceram quando as vítimas eram menores de idade.

À Rádio São Francisco FM, a delegada Isabella Joy classificou o caso como “repugnante” e indicou que o pai aproveitava momentos a sós com as filhas. Atualmente, as mulheres têm idade entre 28 e 30 anos.

“Quando menores, ele passava a mão e colocava o dedo em órgãos genitais. Ele tinha arma de fogo e usava isso para amedrontar as vítimas para não irem à polícia. Mesmo com o passar dos anos, ele passou até a oferecer dinheiro em troca de sexo com as filhas. Por mensagens, o pai disse ter sonhado estar tendo relações sexuais com uma delas “, diz Isabella Joy, titular da Delegacia da Mulher (DEAM).

Na cadeia

A Polícia Civil apreendeu uma arma de fogo e munições de propriedade do autor, que é Colecionador, Atirador e Caçador (CAC). Segundo a delegada, Waldeir permaneceu em silêncio e está recluso na Cadeia Pública de Anápolis. Em síntese, o ex-motorista responderá por crime de estupro contra três vítimas: duas filhas e uma sobrinha.

De acordo com o Código Penal, constranger alguém, mediante violência ou grave ameaça, a ter conjunção carnal ou a praticar ou permitir que com ele se pratique outro ato libidinoso é considerado estupro. O crime tem pena de reclusão de seis a dez anos.

Até então, a defesa de Waldeir não se posicionou sobre as denúncias. O espaço segue em aberto.

Plantão Policial

Ouça os detalhes no Plantão Policial desta sexta-feira (3):

Tags

PUBLICIDADE
Whatsapp
Enviar mensagem