ANÁPOLIS GOIÁS
FESTA DA MUSICA
Atualizado em 09/12/2022 - 11:02

Está preso o gerente de logística que superfaturava o valor de fretes para a empresa que ele trabalhava em Anápolis. O esquema foi descoberto pela Polícia Civil com a Operação Carga Cara, deflagrada nesta quinta-feira (8). Em entrevista exclusiva à 97.7 FM, o delegado Luiz Carlos Cruz afirma que a investigação identificou comissões de até R$ 200 mil/mês.

O homem, de 36 anos, era responsável por negociar valores dos fretes com preço mais barato. Com isso, de acordo com o delegado, o funcionário obteve lucro de mais de R$ 50 milhões nos últimos três anos. Dólares, relógios e carros de luxo estão entre os itens apreendidos na mansão do agora ex-gerente.

De acordo com a Polícia Civil, a empresa que o gerente trabalhava ficou com o  prejuízo milionário e não tem envolvimento com as fraudes.

Plantão Policial

Além da entrevista sobre a Operação Carga Cara, confira detalhes da apreensão de 40 quilos de maconha no Plantão Policial desta sexta-feira (9):

 

Tags

PUBLICIDADE
Whatsapp
Enviar mensagem