ANÁPOLIS GOIÁS
MANHÃ DA SÃO FRANCISCO
Atualizado em 10/04/2023 - 8:33

O lanterneiro Willys José Lopes, de 47 anos, morreu na tarde de sexta-feira (7) após permanecer cinco dias internado no Hospital Estadual de Anápolis Dr. Henrique Santillo (Heana). De acordo com a Polícia Militar (PM), o homem havia sido espancado dentro de um bar na Vila Fabril na última segunda-feira (3).

A reportagem da Rádio São Francisco FM teve acesso ao depoimento do suspeito, de 29 anos, localizado pela PM na tarde de sexta-feira (7). À Polícia Civil, o suspeito disse não se lembrar do que aconteceu. Ele afirma que recentemente estava internado em uma clínica de recuperação.

O suspeito foi liberado após prestar depoimento na delegacia. O caso é apurado pelo Grupo de Investigação de Homicídios (GIH).

Sobre o homicídio

Testemunhas relatam que Willys foi espancado com socos e chutes ao tentar ajudar um rapaz que estava passando mal no banheiro do bar. Com isso, ele sofreu fraturas na costela, braço e hemorragia no cérebro. 

A dona do estabelecimento auxiliou no resgate do cliente. O lanterneiro foi internado no Heana e passou por procedimentos cirúrgicos, mas não resistiu aos ferimentos. Familiares confirmaram o óbito da vítima.

Plantão Policial

Ouça na íntegra o resumo das principais ocorrências registradas de quinta-feira (6) até a manhã deste sábado (8) em Anápolis e região:

Tags

PUBLICIDADE
Whatsapp
Enviar mensagem