ANÁPOLIS GOIÁS
SUPER NOITE ESPECIAL
Atualizado em 17/04/2024 - 21:24

Uma mulher foi presa nesta terça-feira (16) após levar o cadáver de um idoso para uma agência do banco Itaú, em Bangu, no Rio de Janeiro, e tentar fazer um empréstimo no valor de R$ 17 mil usando o nome dele.

Funcionários do local desconfiaram da mulher e começaram a gravar a situação. Nas imagens, Érika de Souza Vieira Nunes aparece segurando a cabeça de Paulo Roberto Braga, que morreu aos 68 anos.

O corpo do idoso aparece totalmente inerte e de olhos fechados enquanto a mulher finge que está conversando com ele: “Tio, tá ouvindo? O senhor precisa assinar. Se o senhor não assinar, não tem como”, diz Érika enquanto tenta encaixar uma caneta nas mãos do cadáver.

“Assina para não me dar mais dor de cabeça, eu não aguento mais”, reclama Érika após reerguer a cabeça do corpo, que caiu violentamente para trás.

A atendente, desconfiada, diz: “Acho que ele não está bem”. “Ele não diz nada, ele é assim mesmo. Tio, você quer ir para o UPA de novo?”, responde a mulher.

Os funcionários da agência ligaram então para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que confirmou que o idoso estava morto há horas.

O cadáver foi enviado ao Instituto Médico Legal (IML) e em seguida para a Polícia Técnica e Científica, onde passará por um exame toxicológico.

Após ser presa, Érika afirmou novamente que o idoso era seu tio e que ela cuidava dele. A mulher deve ser indiciada por furto mediante fraude e estelionato.  A polícia investiga se outras pessoas participaram do crime.

Por meio de nota enviada ao Metrópoles, o Itaú Unibanco afirmou que “colabora ativamente com as autoridades para o esclarecimento do caso”.

*Com informações do Metrópoles e G1

Veja o vídeo:

Tags

PUBLICIDADE
Whatsapp
Enviar mensagem