ANÁPOLIS GOIÁS
FESTA DA MUSICA
Atualizado em 17/11/2023 - 14:45

No vídeo que viralizou nesta sexta-feira (17), a mãe de uma criança autista confronta as atendentes de uma loja de departamento de um shopping em Feira de Santana, na Bahia. Karla Gurgel diz que ao se dirigir ao caixa, apresentou a Carteira Nacional de Identificação da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista (TEA) do filho, que dá direito a atendimento prioritário, e foi direcionada para uma outra atendente.

Ao terminar, a funcionária do caixa teria dito à colega: “não me passe essas bombas, não“, o que provocou a reação da mãe. “Eu exijo respeito com os autistas, com as pessoas com deficiência. Ninguém aqui está livre de ter um filho com deficiência!”, braveja Karla.

Confira o vídeo:

Logo após a repercussão do caso, a rede de lojas de roupas onde aconteceu a situação, publicou uma nota. O texto dá a entender que a atendente acusada de preconceito foi demitida. Leia na íntegra:

“Nós da Riachuelo lamentamos o ocorrido em nossa loja em Feira de Santana e pedimos desculpas. O comportamento da ex-colaboradora no atendimento não condiz com os valores defendidos e praticados por nós da Riachuelo. A empresa hoje conta com ciclos obrigatórios e periódicos de treinamento ao atendimento ao cliente, sempre em evolução e atualização, reforçando acima de tudo que o respeito a todos é inegociável. A partir desse caso, e em busca de que situações como essa não voltem a ocorrer, já está em implantação uma nova rodada extraordinária de treinamentos e capacitação da nossa força de vendas. Reforçamos nosso compromisso constante com o cuidado para que todos se sintam bem-vindos e acolhidos em nossos espaços.”

Tags

PUBLICIDADE
Whatsapp
Enviar mensagem