ANÁPOLIS GOIÁS
SUPER NOITE
Atualizado em 14/08/2023 - 13:10
Larissa Marques Bueno tinha 27 anos (Foto: Reprodução)

A Polícia Militar (PM) prendeu um homem de 59 anos suspeito de assassinar Larissa Marques Bueno, de 27, em Anápolis. A jovem foi encontrada morta e com sinais de espancamento na noite desse domingo (13), dentro de um barraco no setor Jardim América. A Polícia Civil indicou que Mario de Jesus da Silva teria lavado a casa com objetivo de ocultar o feminicídio praticado contra Larissa.

Inicialmente, Mario saiu de casa e pediu ajuda na sede do 3º Batalhão do Corpo de Bombeiros. Ele disse que a companheira perdeu o equilíbrio e caiu da própria altura enquanto o casal ingeria bebida alcoólica. No local, o socorro médico constatou que Larissa estava sem vida.

Segundo a corporação, Mario estava com o rosto sujo de sangue e com sinais de embriaguez. Com isso, houve o isolamento da área do possível feminicídio. Em seguida, Mário relatou aos policiais que conheceu Larissa há três dias e que os dois mantinham um relacionamento amoroso. 

Homem tentou ocultar a cena do feminícidio

O suspeito alegou que após a suposta queda colocou a companheira na cama, mas pediu socorro ao Corpo de Bombeiros ao perceber que Larissa não acordava. No entanto, a perícia realizada pela Polícia Técnico-Científica apontou para uma alteração no local do crime.

Foram encontradas roupas lavadas e molhadas no tanque, e a residência havia sido higienizada“, diz um trecho do boletim de ocorrência.

Por fim, a PM conduziu Mario de Jesus da Silva à Central de Flagrantes. Agora, ele responderá pelo crime de feminicídio e permanece recluso na Unidade Prisional de Anápolis à disposição do Poder Judiciário.

Plantão Policial

Ouça o resumo das principais ocorrências registradas de sábado (12) até o início da manhã desta segunda-feira (14):

Tags

PUBLICIDADE
Whatsapp
Enviar mensagem