Servidores do INSS protestam em Anápolis; atendimentos seguem normalizados

Foto: Reprodução INSS

Servidores do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) realizaram, na manhã desta segunda-feira (18), ato de reivindicação por benefícios, em frente às principais agências da Previdência Social do Estado de Goiás. A categoria está em greve desde o dia 23 de março. Mesmo com os protestos, em Anápolis os atendimentos não foram afetados e continuam sendo realizados nas agências da cidade.

De acordo com os trabalhadores, as reinvindicações incluem a recomposição salarial de 19,99% para todos, carreira da seguridade social, fim do adicional de meta, pontuação justa, reajuste dos auxílios, condições de trabalho decentes, 30 horas, realização de novos concursos públicos e o fim das terceirizações.

Em Anápolis, a manifestação ocorreu às 8 horas em frente à Agência de Benefícios por Incapacidade. Em Goiânia, o ato foi na Agência da Previdência Social Goiânia Centro, a partir das 7h30, com a presença de servidores da unidade e de dirigentes sindicais.

Além de servidores da unidade, participaram lideranças do Sindicato dos Trabalhadores Federais em Saúde e Previdência do Estado de Goiás e Tocantins (SINTFESP-GO/TO) e do Comando Local de Greve.

Na avaliação da direção do movimento, a greve tende a ampliar a força no estado com a adesão de mais funcionários. Segundo a categoria, o reajuste de 5% anunciado pelo governo federal é um dos fatores que geraram ainda maior insatisfação da categoria. O percentual, de acordo com o movimento, representa apenas R$ 45, já que é calculado sobre o salário base, atualmente menor do que o salário mínimo, na maioria dos casos.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Whatsapp
Enviar mensagem