ANÁPOLIS GOIÁS
SUPER NOITE ESPECIAL
Atualizado em 12/04/2024 - 17:48

Agentes da Polícia Civil de Goiás erraram o endereço ao cumprir mandados de prisão e de busca e apreensão por volta das 5 horas da manhã desta quinta-feira (11). Os policiais arrombaram o portão, invadiram a casa e apontaram armas para uma família de Aparecida de Goiânia. Toda a situação foi registrada pela própria moradora, em um vídeo que viralizou nas redes.

As imagens mostram uma agente apontando a arma para a família e tentando interromper a gravação. Segundos depois os agentes parecem ter se dado conta do erro e param de tentar conter os moradores. Ao questionar a abordagem, a mulher diz que tem dois filhos, de uma menina de 9 anos e um bebê de 2 meses, que estariam aterrorizados com a situação.

“Quero a minha advogada, eu tenho direito. Ela meteu a mão no meu pescoço. Olha o que vocês fizeram no meu portão”, dispara a moradora. Ao longo de todo o vídeo é possível ouvir o choro de um bebê no fundo. Já fora da casa, a mulher pede para saber o nome que consta no mandado, o vídeo acaba após os moradores pedirem para ver o endereço no documento.

Ninguém da casa possuía qualquer relação com o documento ou nenhum dos crimes investigados. Segundo apuração da TV Anhanguera, a família registrou um boletim de ocorrência no mesmo dia.

Em nota, a Polícia Civil de Goiás afirmou que: “os mandados de prisão e busca e apreensão foram cumpridos dentro da legalidade, conforme deferimento de ordem judicial. E que eventuais supostos abusos cometidos durante a operação já estão sendo investigados pela Superintendência de Correições e Disciplina da PCGO”

Veja o vídeo:

Tags

PUBLICIDADE
Whatsapp
Enviar mensagem