ANÁPOLIS GOIÁS
SÃO FRANCISCO NEWS
Atualizado em 11/07/2023 - 13:09

O piloto da motocicleta envolvido na morte do apostador de sinuca Marciel Pires da Silva disse que recebeu um convite para dar apenas um susto na vítima. O jovem de 19 anos prestou depoimento na sede do Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) na tarde da última sexta-feira (7). Na sequência, o rapaz concedeu entrevista exclusiva à Rádio São Francisco FM.

Marciel foi assassinado a tiros na tarde da última quarta-feira (5), na GO-330, próximo à entrada do Bairro da Lapa, em Anápolis. De acordo com a Polícia Civil, a vítima morreu porque estava cobrando uma dívida de R$ 9 mil referente a uma aposta.

Ao repórter Jonathan Cavalcante, o motociclista disse que recebeu o convite do colega menor de idade seria apenas para dar um susto na vítima. Questionado, ele afirmou que sabia que o garupa estava armado, porém, não acreditava que o adolescente iria atirar no apostador de sinuca.

“O combinado é que iríamos fechar ele e derrubá-lo da moto, mas aí quando vi o garupa atirou contra a vítima. Naquele momento eu assustei e perguntei o que ele estava fazendo. Com medo, voltamos para Campo Limpo de Goiás e a partir disso fiquei escondido. Por isso, optei por dar minha versão na delegacia”, disse o motociclista.

Marciel Pires da Silva, vítima do homicídio (Foto: Reprodução)
Marciel Pires da Silva, vítima do homicídio (Foto: Reprodução)

Desse modo, a Polícia Civil segue investigando o crime. O mandante do homicídio, de 20 anos, foi preso por policiais da Companhia da Policiamento Especializado (CPE) horas após o homicídio. Da mesma forma, o menor que teria atirado contra a vítima também foi localizado.

Por fim, o motociclista alega que está à disposição das autoridades. “Jamais eu iria aceitar uma coisa dessas para tirar a vida de uma pessoa”, finalizou.

Plantão Policial

Ouça a entrevista disponível no Plantão Policial divulgado na manhã desta segunda-feira (10):

Tags

PUBLICIDADE
Whatsapp
Enviar mensagem