ANÁPOLIS GOIÁS
VIGÍLIA FRANCISCANA
Atualizado em 05/03/2024 - 14:08

Cerca de 13,5 mil famílias de Anápolis se enquadram na Tarifa Social de Energia Elétrica, mas ainda não se inscreveram. É isto o que diz um levantamento realizado pela Equatorial Goiás, o programa concede descontos fixos na conta de energia das famílias beneficiadas.

Para ter direito à Tarifa Social é necessário estar inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico). Os beneficiados devem ser de baixa renda (meio salário mínimo por pessoa). São contemplados também: quilombolas, indígenas e pessoas com deficiência ou mais de 65 anos, que recebam Benefício da Prestação Continuada (BPC).

Além destes, também têm direito as pessoas com renda familiar mensal de até três salários-mínimos, com membro acometido por doença ou patologia que precise do uso continuado de aparelhos ou equipamentos elétricos em domicílio, desde que possuam renda familiar mensal de até três salários-mínimos.

Veja os descontos por consumo mensal:

  • Desconto de 65%: consumo até 30 quilowatts/hora
  • Desconto de 40%: consumo de 31 a 100 quilowatts/hora
  • Desconto de 10%: consumo de 101 a 220 quilowatts/hora

Para famílias inscritas no CadÚnico:

  • Desconto de 100%: consumo até 50 quilowatts/hora
  • Desconto de 40%: consumo a partir de 51 quilowatts/hora
  • Desconto de 10%: consumo entre 101  e 220 quilowatts/hora

Como se cadastrar?

Caso cumpra com os requisitos, mas ainda não esteja cadastrado, o cliente pode procurar as agências de atendimento presencial da Equatorial ou postos credenciados. É possível conseguir a inclusão no  programa através da central de atendimento (número: 0800 062 0196).

A família precisa estar com o cadastro único atualizado no Cras e apresentar número da Unidade Consumidora em que reside, documento de identificação oficial com foto e número de Identificação Social (NIS ou BPC).

Para verificar se já está incluído na Tarifa Social, o cliente precisa analisar a parte de cima da conta de energia. Caso o campo Classe/Subclasse, no espaço Dados da Unidade Consumidora, esteja preenchido com: Resid. Bx. Renda, a residência está incluída no programa.

Dados da Equatorial Goiás

Durante o ano de 2023, a companhia cadastrou cerca de 140 mil clientes no programa, nos 237 municípios atendidos pela distribuidora no Estado. Desde que assumiu a distribuição de energia em Goiás, há um ano, a equatorial cadastrou 510 mil famílias na Tarifa Social.

“A intenção é que esta participação continue em crescimento, visto que em torno de 445 mil famílias ainda podem receber o benefício. Somente em Anápolis são cerca de 13,5 mil. Por isso, pedimos para que os clientes aptos mantenham o CadÚnico atualizado nos Centros de Referência à Assistência Social (Cras) das Prefeituras e procurem os canais de atendimento da distribuidora para receber o benefício”, explica o superintendente Comercial da Equatorial Goiás, Roosevelt Cantanhede.

Tags

PUBLICIDADE
Whatsapp
Enviar mensagem