ANÁPOLIS GOIÁS
MANHÃ DA SÃO FRANCISCO
Atualizado em 29/08/2023 - 14:50

O presidente Lula (PT) afirmou, nesta terça-feira (29), que criará o 38ª ministério para tratar de assuntos relacionados à pequena e média empresa. A meta, segundo ele, é criar mais de 2 milhões de empregos com carteira assinada até o fim do ano.

Durante a campanha eleitoral, em 2022, o então candidato defendeu a criação do ministério, mas ao definir a estrutura ministerial, os pequenos negócios foram contemplados com a Secretaria da Micro e Pequena Empresa e Empreendedorismo, que faz parte do Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, comandado pelo vice-presidente, Geraldo Alckmin.

“Está cheio de gente que está querendo ser empreendedor individual, ser empreendedor coletivo. Então, nós vamos criar. Eu estou propondo a criação do ministério da pequena e média empresa, das cooperativas e dos empreendedores individuais, para que tenha um ministério específico para cuidar dessa gente que precisa de crédito e de oportunidade”, disse Lula durante o programa Conversa com o Presidente, transmitido pelo Canal Gov.

“Esse é o papel do Estado, criar condições para as pessoas poderem participar”, argumentou Lula, ao destacar que os pequenos negócios geram de 60% a 70% dos empregos formais do país.

Reforma ministerial

A nova pasta deve acomodar um dos ministros que serão anunciados em breve pelo presidente para aproximar o PP e o Republicanos da base parlamentar do governo no Congresso. Os deputados federais André Fufuca (PP-MA) e Sílvio Costa Filho (Republicanos-PE) são cotados para ocupar os cargos.

Em declarações anteriores, Lula afirmou que essa aproximação dará tranquilidade nas votações de matérias de interesse do governo no Congresso Nacional. Juntos, os dois partidos detêm 90 cadeiras na Câmara.

Tags

PUBLICIDADE
Whatsapp
Enviar mensagem