ANÁPOLIS GOIÁS
SUPER NOITE
Atualizado em 21/08/2023 - 10:53

O Ministério da Justiça e Segurança Pública autorizou o envio da Força Nacional ao Acre, para apoiar o governo estadual em ações ambientais de combate às queimadas. A medida está no Diário Oficial da União desta segunda-feira (21).

Conforme dados do Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon), há uma redução de 35% no desmatamento no Acre. As informações se referem ao período entre agosto de 2022 e julho de 2023.  No entanto as queimadas no estado foram 18% do total em toda a Amazônia Legal.

No dia 5 de julho, o governador do Acre, Gladson Cameli, decretou situação de emergência ambiental até dezembro de 2023. A medida teve como objetivo prevenir os incêndios florestais no período com menos chuva. Tomou-se a decisão com base em dados do Centro Integrado de Monitoramento Ambiental (Cigma), que mapearam focos de queimada e alertas de desmatamento em dez municípios do estado.

90 dias em defesa do meio ambiente

Os militares vão atuar por 90 dias “nas ações de combate aos incêndios florestais e às queimadas, nas atividades de defesa civil em defesa do meio ambiente e nos serviços imprescindíveis à preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio”, diz a portaria do Ministério da Justiça.

O documento informa ainda que o contingente que será disponibilizado para atuar no estado obedece ao planejamento da Secretaria Nacional de Segurança Pública.  O órgão não divulgou o número de militares, por medida de segurança.

Fonte: Agência Brasil

Tags

PUBLICIDADE
Whatsapp
Enviar mensagem