ANÁPOLIS GOIÁS
SUPER NOITE ESPECIAL
Atualizado em 11/01/2023 - 19:24

Foi um livramento de Deus”, afirma a mulher, de 28 anos, que sobreviveu após ser esfaqueada pelo ex-marido, em Anápolis. A reportagem da Rádio São Francisco acompanha o caso desde a tentativa de feminicídio, no dia 27, até a prisão do agressor, no dia seguinte. Em entrevista exclusiva, a vítima conta que se fingiu de morta e mesmo assim continuou sendo atingida por golpes de faca.

Durante a prisão, o delegado Jorge Bezerra disse que o autor confessou que não aceitava o término do relacionamento. Caso seja condenado, o agressor cumprirá pena de 12 a 30 anos de reclusão.

“Quero falar para todas as mulheres que as agressões começam de forma verbal [ameaças, xingamentos]. Se o companheiro não te respeitar, as coisas vão se aprofundando e o pior pode acontecer”, desabafa a vítima em conversa por telefone com o repórter Jonathan Cavalcante.

Atualmente, a mulher se recupera das agressões em um local seguro, acompanhada dos filhos. Já o autor do crime está à disposição do Poder Judiciário.

Plantão Policial

Acompanhe um trecho da entrevista no Plantão Policial desta sexta-feira (30):

Leia mais:

Polícia Civil prende homem que confessou tentar matar a ex com golpes de faca em Anápolis 

Tags

PUBLICIDADE
Whatsapp
Enviar mensagem