ANÁPOLIS GOIÁS
VIGÍLIA FRANCISCANA
Atualizado em 15/04/2024 - 12:58

O governador de Goiás, Ronaldo Caiado (União Brasil), lançou nesta sexta-feira (12) o programa Daia 5.0, com ações para a expansão do Distrito Agroindustrial de Anápolis programadas até 2026, quando o Daia completa 50 anos. Entre as medidas, está a publicação de um edital para selecionar 100 novas empresas e gerar 20 mil novos empregos diretos e indiretos.

Os novos lotes estão localizados em um terreno de 1,7 milhão de m², na área da plataforma logística multimodal, o Daiaplam. Em visita à Anápolis, Caiado afirmou que a infraestrutrua está pronta para receber as empresas, que serão avaliadas rigorosamente para garantir que de fato os terrenos sejam utilizados para novas indústrias, não apenas especulação imobiliária.

“Fizemos investimentos pesados aqui. Por isso essas empresas serão muito bem avaliadas, para que a instalação realmente funcione dentro daquele prazo e com o objetivo determinado”, disse o governador.

Ampliação

O edital de ampliação foi elaborado em parceria entre a Companhia de Desenvolvimento Econômico de Goiás (Codego) e a Secretaria de Estado da Infraestrutura (Seinfra), também foi realizada uma consulta pública.

“É importante deixar muito claro que hoje não está sendo feita nenhuma promessa. Aquilo que depende de licitação já está licitado ou em processo de licitação. O recurso já está na conta”, garantiu o presidente da Codego, Francisco Júnior.

Ao todo, o Daia possui cerca de 10 milhões de metros quadrados de extensão, hoje são 200 indústrias que empregam aproximadamente 30 mil pessoas.

Investimentos

Também na sexta-feira (12) foi assinada a ordem de serviço para obras que vão melhorar a iluminação ao longo dos seis quilômetros da GO-330, principal via do Daia. Caiado afirmou que ainda neste ano serão investidos R$ 40 milhões em melhorias dos sistemas de água, esgoto, drenagem, iluminação interna e pavimentação do distrito.

A criação de um estacionamento para caminhões e a instalação de câmeras de videomonitoramento estão também entre as ações previstas. O anúncio foi comemorado por empresários e pelo prefeito de Anápolis, Roberto Naves (Republicanos).

“O governador está aqui com transparência, com legalidade, dando a oportunidade para que nossos empresários possam participar de um processo lícito, sem precisar dar dinheiro para funcionário público, sem precisar dar propina para conseguir área no Daia, sem ter direito de especular”, disse Naves.

Regulamentação

Outra ação prevista pelo Daia 5.0 será a regularização dos terrenos já utilizados por empresas. O perímetro do distrito foi regularizado neste ano, pela atual gestão da Codego, na Prefeitura de Anápolis e no cartório da cidade.

Agora, a companhia trabalha para garantir que cada indústria tenha sua escritura registrada em mãos. O começo se dará pelo marco 1, que será a sede da Codego no Daia. Na sequência, a empresa estatal pretende entregar as escrituras de todas as empresas instaladas no polo industrial.

Tags

PUBLICIDADE
Whatsapp
Enviar mensagem