ANÁPOLIS GOIÁS
DOMINGÃO 97
Atualizado em 16/01/2024 - 12:11
Droga estava dentro de um compressor transportado junto com uma carga de papel higiênico (Foto: Reprodução/PM)

O tráfico de drogas levou um grande prejuízo no início de 2024 na região de Anápolis. Na noite do último sábado (13), a Polícia Militar (PM) abordou um caminhão que transportava cloridrato e pasta base de cocaína em meio a uma carga de papéis higiênicos. De acordo com o comandante da Companhia de Policiamento Especializado (CPE), major Oliveira, o motorista de 53 anos acabou preso na rodovia BR-060 com apoio da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

“Os criminosos tentaram burlar a fiscalização. Por isso, eles usaram um caminhão onde existia uma carga de papel higiênico e toalhas de papel e pagaram ao caminhoneiro um frete à parte, no valor de R$ 800, para que ele trouxesse a carga para Goiânia. Então, eles usaram um compressor de ar que foi cortado, retiraram as peças internas e então armazenaram a droga”, afirma o major Oliveira, ao repórter Jonathan Cavalcante da Rádio São Francisco FM.

Patrulheiros da CPE Anápolis apreenderam a carga valiosa de cocaína (Foto: Divulgação/PM-GO)
Patrulheiros da CPE Anápolis apreenderam a carga valiosa de cocaína (Foto: Divulgação/PM-GO)

Caminhoneiro responderá por tráfico interestadual de entorpecentes

Os 48 tabletes de cloridrato de cocaína e os 27 tabletes de pasta base de cocaína saíram do estado do Mato Grosso. “O caminhoneiro relatou que alguém havia ligado para ele, um homem, que pagou o frete para ele levar esse compressor de ar até Goiânia. Ele disse que não sabia do que se tratava e aproveitou o frete somente porque o caminhão não estava totalmente cheio”, completou o comandante da CPE.

“O fato é que esse motorista estava na posse e transportando a droga. Então, a Polícia Civil autuou esse motorista por tráfico interestadual de entorpecentes. Em resumo, é uma carga avaliada em R$12 milhões, uma carga muito valiosa”, finaliza.

A ação contou com a participação do Corpo de Bombeiros que cortou o compressor de ar para a localização da droga. Além da atuação dos patrulheiros da CPE, houve o apoio da Polícia Rodoviária Federal, Agência Central de Inteligência, e da Polícia Civil de Goiás.

Plantão Policial

Ouça, na íntegra, a entrevista com o comandante da CPE Anápolis divulgada no Plantão Policial na manhã desta segunda-feira (15):

Tags

PUBLICIDADE
Whatsapp
Enviar mensagem