ANÁPOLIS GOIÁS
MANHÃ DA SÃO FRANCISCO
Atualizado em 29/06/2024 - 10:14
Padre Júlio Lancellotti tem um extenso e reconhecido trabalho de ajuda e acolhimento à população em situação de rua na cidade de São Paulo. (Foto: Captura)
Padre Júlio Lancellotti tem um extenso e reconhecido trabalho de ajuda e acolhimento à população em situação de rua na cidade de São Paulo. (Foto: Captura)

Padre Júlio Lancellotti, que tem um extenso e reconhecido trabalho de ajuda e acolhimento à população em situação de rua na cidade de São Paulo, respondeu nesta sexta-feira (28) à PL que estabelece uma multa de até R$ 17 mil para quem doar alimentos a população vulnerável.

Em um vídeo publicado no seu perfil oficial, Júlio Lancellotti criticou a medida e falou sobre a relação entre caridade e cristandade. “Partilhar o pão é como Jesus fazia e como Jesus ensinou. O pão deve ser compartilhado, pois quando compartilhado tem gosto de amor e não de multa”, disse o religioso.

Veja o vídeo:

Projeto de Lei

O PL, de autoria do vereador Rubinho Nunes (União Brasil), propõe uma série de regras e limitações para pessoas e instituições que desejem fazer doações para pessoas em situação de rua, além da multa para quem não cumprir as determinações.

O texto, aprovado em 25 segundos na Câmara de São Paulo, diz, que serão necessárias duas autorizações da prefeitura, além de limpar a área onde os alimentos serão distribuídos e fornecer uma séria de informações: desde documentos da entidade responsável até identidade dos voluntários.

Rubinho voltou atrás ainda na sexta-feira (28) após a repercussão negativa do projeto e afirmou que deseja “ampliar o diálogo com a sociedade civil’.

Tags

PUBLICIDADE
Whatsapp
Enviar mensagem