ANÁPOLIS GOIÁS
MANHÃ DA SÃO FRANCISCO
Atualizado em 17/06/2024 - 17:38
Maquiadora contou que tentou buscar ajuda com a segurança do evento e a polícia, mas afirmou que não foi ouvida. (Foto: Captura)
Maquiadora contou que tentou buscar ajuda com a segurança do evento e a polícia, mas afirmou que não foi ouvida. (Foto: Captura)

Com lágrimas no rosto, a maquiadora Nat Magalhães veio às redes sociais na noite deste domingo (16) para contar aos seguidores sobre humilhações e agressões que teria sofrido na no camarim do show de Jorge e Mateus na Festa do Peão de Americana, em São Paulo.

Em um dos vários stories postados, Nat registrou o momento em que Willian Clemente, empresário da dupla teria lhe dado um soco e tomado o seu celular.

Veja o vídeo:

Nat disse que a principio estava muito feliz por trabalhar com Jorge e Matheus. Conforme o relato da maquiadora, um membro da equipe da dupla havia lhe pedido para ir com antecedência, para evitar o trânsito. Por volta das 20 horas a profissional já havia chegado ao local do show.

Ela contou que teve de esperar 3 horas, no frio, em pé, com uma mala pesada e após um dia inteiro de trabalho. Quando finalmente entrou no camarim, a profissional chegou a ver e cumprimentar Jorge e Mateus, antes de instalar o material de maquiagem e se preparar para o trabalho.

Conforme Nat, neste momento outro membro da equipe pediu para que ela saísse novamente da sala por 15 minutos. “E esses 15 minutos viraram 4 horas, nós ficamos em pé na porta do camarim sem beber água nem comer”, contou. A maquiadora afirmou que os próprios funcionários do buffet ficaram com pena dela e dos colegas e deram para eles duas latas de guaraná.

“Maquiagens reviradas”

A maquiadora disse que escutou uma contagem regressiva e que Jorge e Mateus entraram no palco sem que ela tivesse aplicado a maquiagem. “Eu voltei para o camarim, a nossa mesa estava uma bagunça, as maquiagens todas reviradas. Entrou uma pessoa da equipe e me disse que a esposa de um deles havia maquiado os dois”, diz Nat.

Neste momento a profissional decidiu gravar a situação em que se encontrava seu material de trabalho, mas pouco tempo depois o empresário da dupla teria entrado no camarim.“Notem que no final do vídeo ele bate com força no meu braço, toma meu celular de mim. Fiquei com marcas. Me tranca dentro do camarim e ainda me ameaçou, dizendo: “Você falou que não quer problemas, mas agora você vai arrumar problema”, escreveu Nat ao postar a gravação.

“Ele quis colocar para fora o pedro [colega de trabalho de Nat], eu acho que ele queria colocar o pedro para fora para ficar sozinho comigo e me fazer algo de mal e não ter testemunhas”, disse ainda a profissional.

Nat contou que tentou buscar ajuda com a segurança do evento e a polícia, mas afirmou que não foi ouvida. O advogado e marido de Nat, Fernando Figueiredo, também foi às redes sociais para dizer que já ingressou com medidas judiciais.

O que diz a equipe dos cantores?

Em nota divulgada pela Marie Clarie, a TEP entretenimento, escritório que gerencia a carreira da dupla Jorge e Mateus, negou que o funcionário que aparece nas gravações seja empresário dos cantores.

“As discussões tiveram início, após a decisão sobre o não uso dos serviços da maquiadora (o pagamento foi realizado, mesmo não sendo utilizado), e posteriormente a dispensa da mesma, que nesse momento aguardava dentro do camarim da banda (que fica ao lado do camarim dos artistas)”, diz a nota.

A empresa acusa Nat de “comportamento arredio” e afirma que ninguém mexeu no material de trabalho da maquiadora.”Filmou e fez uma série de ameaças, momento em que ela e o produtor tiveram uma discussão”, alegou ainda a TEP.

Tags

PUBLICIDADE
Whatsapp
Enviar mensagem