ANÁPOLIS GOIÁS
SUPER NOITE
Atualizado em 23/12/2022 - 10:44
Eduardo da Silva Alves, segundo a PM, era integrante de uma facção criminosa em Goiás (Foto: Divulgação-PMGO)

Eduardo da Silva Alves, de 27 anos, considerado pela Polícia Militar um criminoso de alta periculosidade, morreu após troca de tiros na Vila Jaiara, em Anápolis. O confronto aconteceu na tarde de quinta-feira (22) em uma residência na Vila Jaiara. De acordo com a CPE, o indivíduo era investigado por homicídios em Quirinópolis, Jaraguá e Goianápolis.

Líder de facção, Eduardo, vulgo DU, possuía antecedentes por tráfico de drogas, roubo, porte ilegal de arma de fogo, ameaça e desacato. No local do confronto, em entrevista ao repórter Jonathan Cavalcante, o tenente Josias afirma que a equipe policial foi recebida a tiros.

“Quando chegamos haviam dois suspeitos dentro da casa, um deles conseguiu fugir atirando e pulando muros. Já o outro criminoso [Eduardo] foi baleado e não resistiu aos ferimentos. Estamos preparados para todo tipo de ocorrência”, diz Josias.

No imóvel, segundo a CPE, foram apreendidas uma pistola com kit rajada, um revólver calibre 32 e dois quilos de maconha. Após perícia, o corpo do suspeito foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML).

Plantão Policial

Ouça a entrevista na íntegra no Plantão Policial desta sexta-feira (23):

Tags

PUBLICIDADE
Whatsapp
Enviar mensagem