ANÁPOLIS GOIÁS
CONEXÃO SERTANEJA
Atualizado em 30/03/2024 - 12:25
Conforme Pierre Bouvard, analista da Westwood One, a notícia é um gênero em destaque no rádio e oferece um ambiente contextual de alta qualidade para publicidade. (Foto: Reprodução / Pixabay)
Conforme Pierre Bouvard, analista da Westwood One, a notícia é um gênero em destaque no rádio e oferece um ambiente contextual de alta qualidade para publicidade. (Foto: Reprodução / Pixabay)

O conteúdo publicitário de rádio possui maior engajamento 13% maior do que o da televisão, mesmo sem contar com recursos visuais. É isto o que diz a Mediaprobe, instituição líder em testes criativos neurocientíficos, em um estudo inédito sobre o tema.

No estudo, a programação de rádio mostrou-se 13% mais envolvente do que a da televisão, mesmo sem o benefício do uso da imagem. Além disso, a pontuação de Impacto Emocional (EIS) da publicidade no rádio AM/FM superou a da TV em 12%.

Estes dados destacam o potencial publicitário do rádio e a grande capacidade das emissoras em construir uma relação afetiva com os ouvintes, que ficam fidelizados.

“Sucesso do rádio reflete a capacidade de se adaptar ao consumo cada vez mais transversal de conteúdo” (Foto: Arquivo Rádio São Francisco)

Maior engajamento, menor investimento

Os dados representam uma enorme oportunidade para anunciantes que busquem melhor colocação publicitária, uma vez que, além do alto envolvimento dos ouvintes, os valores para anunciar no rádio são consideravelmente menores em relação à TV.

Em Anápolis, as principais opções são a Rádio São Francisco 97,7 FM e 96,3 FM. De acordo com pesquisa do Instituto Voga Brasil, 70.1% dos anapolinos escutam rádio. Desse percentual, 19.2% preferem a 97,7 FM enquanto 15.6%, a 96,3 FM. Dessa forma, as emissoras são, respectivamente, a primeira e a segunda rádios mais ouvidas da cidade.

Para anunciar basta entrar em contato com a Rádios de Resultados (RDR), marca comercial das emissoras, pelo WhatsApp (62) 9 9993-7910.

É rápido e eficaz. É possível inserir marca, produto ou serviço na programação com agilidade. Nosso time é capaz de identificar necessidade, perfil e público consumidor e planejar a mídia de forma imediata. Os resultados independem do porte, se pequeno comerciante ou grande varejista”, garante o gerente comercial Alex Arruda.

"Disponibilidade mental" dos ouvintes de rádio é 13% maior. (Foto: Reprodução / Freepik)
“Disponibilidade mental” dos ouvintes de rádio é 13% maior. (Foto: Reprodução / Freepik)

Importância da notícia

Conforme Pierre Bouvard, analista da Westwood One, a notícia é um gênero em destaque no rádio e oferece um ambiente contextual de alta qualidade para publicidade. As métricas para notícias em rádio foram 14% maiores do que as as para notícias em TV.

O estudo também destacou que o contraste sonoro entre a programação do rádio AM/FM e os anúncios impulsiona maior atenção e lembrança da marca, especialmente anúncios com música e jingles em programação falada (talk).

A análise da Westwood One afirma ainda que os dados desafiam a percepção tradicional de que anunciar em vídeo é melhor do que em áudio e reforçam a importância das reações emocionais inconscientes no sucesso da publicidade.

Conforme a Mediaprobe, para otimizar a eficácia criativa do áudio, uma boa estratégia é incluir o nome da marca nos primeiros segundos do anúncio e repeti-lo ao longo do tempo estipulado.

A pesquisa analisou a atividade eletrodérmica e os dados de dial de resposta a segmentos pré-gravados de rádio AM/FM e contou com a participação de 227 adultos. Os dados resultantes do estudo foram apresentados durante a conferência AUDIENCE x SCIENCE da Advertising Research Foundation.

Tags

PUBLICIDADE
Whatsapp
Enviar mensagem