ANÁPOLIS GOIÁS
SHOW DA SÃO FRANCISCO
Atualizado em 31/10/2022 - 19:08
Polícia Federal apreende mais de 160 mil em bens e dinheiro em espécie em operação das eleições 2022
Segundo o presidente do STF, Alexandre de Morais, mesmo com as abordagens, nenhum eleitor foi impedido de votar. (Foto: Divulgação PF)

A Polícia Federal (PF) concluiu, nesta segunda-feira (31), a Operação das Eleições de 2022 com a apreensão de R$ 161,2 mil em bens e dinheiro em espécie e com a prisão de 139 pessoas. Segundo a PF, as apreensões são de crimes apresentados pelo Ministério da Justiça, que somente neste pleito, registrou mais de 300 crimes eleitorais. Dentre eles, crimes de desobediência a determinações do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), tentativas de compra de votos, corrupção eleitoral, boca de urna e violação ao sigilo do voto.

O Ministério comunicou também que houve seis apreensões por transporte ilegal de eleitores no segundo turno, registrados nos estados do Amazonas, Minas Gerais, Mato Grosso, Rio Grande do Sul, Rio Grande do Norte e Ceará. As ações foram realizadas pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), que abordou mais de 610 ônibus em estradas pelo país, metade delas foram em estados da Região Nordeste.

No entanto, as ações levaram o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Alexandre de Moraes, a anunciar que a corte investigará se houve desvio de finalidade ou abuso de poder por parte da corporação. E ponderou, ainda, que mesmo com as abordagens, nenhum eleitor foi impedido de votar.

VÍDEO: PRF negocia liberação da BR-060, bloqueada por apoiadores de Bolsonaro em Anápolis

Tags

PUBLICIDADE
Whatsapp
Enviar mensagem