ANÁPOLIS GOIÁS
SUPER NOITE ESPECIAL
Atualizado em 04/04/2024 - 17:26

O primeiro ser humano a receber um rim de porco geneticamente modificado teve alta na noite desta quarta-feira (3). Richard Slayman tem 62 anos fez a cirurgia de transplante no dia 16 de março, em Boston, nos Estados Unidos.

O transplante foi comandado pelo médico brasileiro Leonardo Riella, diretor de cirurgia renal do Hospital Geral de Massachusetts, onde o procedimento foi realizado. “A gente trabalhou meses para que o transplante fosse bem-sucedido. Acho que ver ele saindo do hospital, e ele poder ir para casa com o rim funcionando, foi uma emoção muito grande”, disse o especialista em nefrologia ao Jornal da Globo.

“Este é um dos momentos mais felizes da minha vida”, escreveu o paciente em uma publicação nas redes sociais. Richard Slayman vive com tipo 2 e hipertensão. Antes do procedimento, ele precisava fazer regularmente um tratamento de diálise (onde o sangue é passado por uma máquina que faz a filtragem no lugar dos rins).

Richard chegou a receber um transplante de um rim humano, mas o órgão parou de funcionar 5 anos após o procedimento, em 2023.

Xenotransplante

Para os milhares de pacientes que hoje esperam por um transplante de órgãos, o sucesso do procedimento representa uma esperança. O xenotransplante, ou implantação de órgãos de animais em pessoas, é foco de pesquisa há décadas. O uso de porcos se deve a semelhanças anatômicas com o corpo humano.

Um dos principais problemas que impediam o sucesso de cirurgias deste tipo era a rejeição do órgão por parte do sistema imunológico. Os pesquisadores geraram porcos alterados geneticamente, com partes do genoma humano, várias combinações diferentes foram testadas, até que se encontrasse uma que pudesse ser implementada com segurança.

Tags

PUBLICIDADE
Whatsapp
Enviar mensagem