ANÁPOLIS GOIÁS
SÃO FRANCISCO NEWS
Atualizado em 25/08/2023 - 12:23

A primeira fase da Operação Arremate resultou no cumprimento de quatro mandados de prisão e seis mandados de busca e apreensão. A ação da Polícia Civil de Goiás investiga uma organização criminosa envolvida em leilões falsos de veículos automotores. A equipe do Grupo Especial de Investigações Criminais (GEIC) de Anápolis (GO) cumpriu os mandados nas cidades de São Paulo e Guarulhos (SP) nessa quinta-feira (24).

O delegado Luiz Carlos Cruz concedeu entrevista à Rádio São Francisco FM e informou que o grupo cometeu mais de 55 crimes somente no estado de Goiás. 

“Essa organização monta empresas e sites e geram toda uma sistemática de leilão de veículos automotores. Porém, as empresas não existem, os sites são falsos e os veículos não existem. As vítimas são captadas pela internet, dão um lance, fazem o pagamento e depois de um tempo descobrem que caíram no golpe”, disse o delegado ao repórter Jonathan Cavalcante.

Equipe do Grupo Especial de Investigações Criminais (Geic) de Anápolis (Foto: Divulgação)
Equipe do Grupo Especial de Investigações Criminais (Geic) de Anápolis (Foto: Divulgação)

Além disso, a Polícia Civil também efetuou o sequestro de valores em contas bancárias de alguns membros do grupo. “Localizamos, pelo menos, duas vítimas em Anápolis e outra em Leopoldo de Bulhões. Portanto, esses casos de Anápolis, de certa forma, foram os casos que o GEIC começou a investigação que resultou nessa operação”, pontua Luiz Carlos Cruz.

“Nesse caso em especial nós utilizamos os métodos mais sofisticados e modernos de investigação criminal. Então, conseguimos graças à Deus e aos esforços dos nossos policiais, deflagrar a primeira fase da Operação Arremate”, finaliza.

Plantão Policial

Ouça a entrevista com o delegado Luiz Carlos Cruz, direto de São Paulo (SP), no Plantão Policial divulgado nesta sexta-feira (25):

Tags

PUBLICIDADE
Whatsapp
Enviar mensagem