ANÁPOLIS GOIÁS
MANHÃ DA SÃO FRANCISCO
Atualizado em 22/05/2024 - 11:13
Fisiculturista afirmou que mulher havia sofrido uma queda ao levá-la para o hospital. (Foto: Reprodução / Redes Sociais)
Fisiculturista afirmou que mulher havia sofrido uma queda ao levá-la para o hospital. (Foto: Reprodução / Redes Sociais)

Natural de Anápolis, o fisiculturista Igor Porto Galvão, de 31 anos, está preso deste sexta-feira (17) por esp4ncar e m4tar a esposa, Marcela Luise.

A agressão teria ocorrido na tarde do último dia 10, momentos depois Igor levou a vítima ao Hospital Santa Mônica, em Aparecida de Goiânia. A mulher estava inconsciente e apresentava várias lesões pelo corpo, o fisiculturista disse aos profissionais do hospital que ela havia sofrido uma queda.

Os médicos e enfermeiras desconfiaram da situação e acionaram a Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam). Conforme a Polícia Civil de Goiás (PC-GO), Marcela estava com traumatismo craniano, oito costelas quebradas, a clavícula fraturada e escoriações pelo corpo. Além das lesões serem incompatíveis com danos por queda, a casa em que os dois viviam não possuía escadas.

Marcela morreu na noite desta segunda-feira (20), após passar 10 dias internada.

Histórico de problemas com a polícia

Igor chegou a competir em campeonatos de fisiculturismo, mas devido ao envolvimento em brigas no meio bodybuilder acabou abandonando os campeonatos. Mais recentemente, ele trabalhava como educador físico e compartilhava a rotina de treinos com seus 12 mil seguidores no Instagram.

Após investigação, a Polícia Civil descobriu que Igor tinha passagens pela Lei Maria da Penha. Ele já havia agredido a esposa antes, assim como uma outra mulher, que foi sua namorada. Marcela também fazia musculação e aparece ao lado do fisiculturista em várias fotos compartilhadas na rede. Os dois estavam juntos há 9 anos, em união estável.

A defesa de Igor lamentou a morte de Marcela e afirmou que só fará pronunciamentos em relação às investigações. Ele deve responder pelo crime de feminicídio.

*Com informações do G1

Tags

PUBLICIDADE
Whatsapp
Enviar mensagem