ANÁPOLIS GOIÁS
FESTA DA MUSICA
Atualizado em 04/01/2023 - 14:36

O Grupo Equatorial Energia apresentou, nesta terça-feira (3), um plano de ações e investimentos em Goiás. Entre as quais, executar investimentos estruturais na melhoria do fornecimento de energia com novas linhas de distribuição e subestações. No estado, a concessão abrange 3,3 milhões de unidades consumidoras em 237 municípios. A companhia assumiu o controle da CELG-D no dia 30 de dezembro de 2022.

As ações estão descritas no “Plano de 100 dias”, que preveem três novas subestações, três novas linhas de subtransmissão com 46,7 quilômetros, 9,6 mil novas ligações de baixa e média tensão, e 98,5 mil de baixa tensão. Além de melhorias na linha Pireneus-Daia. De acordo com o presidente da Equatorial em Goiás, Lener Jayme, a empresa detectou sobrecarga em 44% das unidades transformadoras do estado.

Segundo ele, é preciso eliminar a sobrecarga, quer seja por meio da construção de novas subestações ou pela criação de novos pontos de suprimento de energia. “A Equatorial mapeou todas as dificuldades e identificou oportunidades de melhoria do fornecimento de energia. Vamos investir para garantir que todas as obras sejam concluídas”, disse o presidente.

Construção das subestações:

  • Riviera e Aparecida;
  • Barro Alto – Goianésia;
  • Anhanguera – Real.

Ampliações de subestações:

  • Goianésia;
  • Anápolis Universitário;
  • Atlântico;
  • Bom Jardim;
  • Araçu;
  • Jundiaí;
  • Goianira;
  • JK-Jataí: Jataí, Rio Verde, Chapadão do Céu e Montividiu.

Tags

PUBLICIDADE
Whatsapp
Enviar mensagem