ANÁPOLIS GOIÁS
MANHÃ DA SÃO FRANCISCO
Atualizado em 12/06/2024 - 19:05
Em países da Europa e nos Estados Unidos, se comemora o Dia dos Namorados em 14 de fevereiro, Dia de São Valentim (Foto: Shutterstock / Alto Astral)
Em países da Europa e nos Estados Unidos, se comemora o Dia dos Namorados em 14 de fevereiro, Dia de São Valentim (Foto: Shutterstock / Alto Astral)

Dedicado à troca de presentes e carícias para os casais e conhecido como um verdadeiro sofrimento para alguns solteiros, o dia 12 de junho é, na verdade uma exceção brasileira. Na maior parte do mundo onde se celebra o Dia dos Namorados, a data é dia 14 de fevereiro. Mas porque essa diferença?

Tudo começou devido a uma campanha publicitária em 1948. João Dória, pai do ex-governador de São Paulo João Doria Junior, era dono de uma agência de marketing que foi contratada pela extinta loja de departamentos Exposição Clipper. A missão era a de alavancar as vendas da loja no mês de junho, que costumava ser muito fraco para os negócios.

Peça publicitária criada por João Doria, com arte de Fritz Lessin. (Foto: Reprodução)
Peça publicitária criada por João Doria, com arte de Fritz Lessin. (Foto: Reprodução)

Foi inventado então o Dia dos Namorados no Brasil: mais uma data para comprar presentes e ir a restaurantes, mantendo a economia aquecida no mês seguinte ao do dia das mães. A data original (14 de fevereiro) foi descartada devido à proximidade com o carnaval.

Foram feitos anúncios nos jornais com a intenção de emplacar a nova celebração. “Não é só com beijos que se prova amor”, diz uma das peças publicitárias mais marcantes da época.

A campanha foi premiada pela Associação Paulista de Propaganda como a melhor daquele ano e desde então, novas lojas e regiões do Brasil passaram a aderir ao Dia dos Namorados. Hoje a data é a terceira melhor para o comércio nacional, atrás do Natal e do Dia das Mães

Véspera do dia de Santo Antônio

Outro fator que influenciou a escolha da data foi o Dia de Santo Antônio, que se comemora no dia seguinte (13 de junho). Reconhecido como um Doutor da Igreja, Antônio fez parte do Capítulo Geral da Ordem em Assis, convocado pelo fundador, São Francisco. O dia relembra a data da morte de Santo Antônio, em 13 de junho de 1231.

Santo António ou Antônio de Lisboa ou de Pádua, foi um Doutor da Igreja que viveu na viragem do século XII para o século XIII (Foto: Shutterstock)
Santo António ou Antônio de Lisboa ou de Pádua, foi um Doutor da Igreja que viveu na viragem do século XII para o século XIII (Foto: Shutterstock)

Porque Antônio é considerado o santo dos casamentos?

Relatos da Igreja contam que uma jovem pobre de Nápoles desejava se casar, mas sua família não podia pagar pelo dote. A moça então rezou por ajuda diante de uma imagem de Santo Antônio, que por um milagre atendeu o pedido e entregou à jovem um bilhete, com ordens para procurar um comerciante da cidade.

No papel havia instruções para que o comerciante desse à moça moedas de prata equivalentes ao peso do bilhete. O que ele não se importou em fazer, já que o papel parecia muito leve. Mas ao colocar a folha sobre a balança, foram necessárias 400 moedas de prata para igualar o peso.  O comerciante lembrou-se então de que havia feito uma promessa ao santo, no valor das 400 moedas que precisou entregar à moça, que conseguiu se casar de acordo com os costumes da época. A partir deste milagre, Santo Antônio ficou conhecido como o santo casamenteiro.

Dia de São Valentim

Em países da Europa e nos Estados Unidos, se comemora o Dia dos Namorados em 14 de fevereiro, Dia de São Valentim. A data celebra a história de um religioso romano que foi executado por defender o casamento.

Segundo o relato, o imperador Claudio II havia proibido os casamentos, para que os soldados romanos não tivessem responsabilidades familiares e assim dedicassem-se apenas à guerra. Valentim, contudo, protestou contra a medida, ao afirmar que o casamento era parte do plano de Deus e, por isso, foi condenado à morte no ano de 270.

Enquanto estava preso, Valentim se apaixonou pela filha de um dos carcereiros e, no dia do cumprimento de sua pena, enviou uma carta à moça.

Desta história surgiu o costume de se enviar cartas de amor no Dia dos Namorados, data que começou a ser comemorada no século 5° depois de Cristo, por decreto do Papa Gelásio I.

Tags

PUBLICIDADE
Whatsapp
Enviar mensagem