ANÁPOLIS GOIÁS
SHOW DA SÃO FRANCISCO
Atualizado em 08/05/2024 - 20:30
Conforme o CDL Goiânia cada consumidor gastará em média R$ 155. (Foto: Reprodução / Procon Anápolis)

O Procon Goiás publicou nesta quarta-feira (8) uma pesquisa sobre os valores de presentes para o dia das mães, que é comemorado no próximo domingo (12). O levantamento foi realizado entre os 25 de abril e 2 de maio e consultou os valores de 156 produtos em 54 estabelecimentos de Goiânia.

São itens como cestas de café da manhã, flores, maquiagens, perfumes e eletrônicos. A principal variação apontada pela pesquisa foi de 221,28% no vaso da flor azaléia, vendido de R$ 24,90 a R$ 80. Outro produto com variação considerável (206,90%) é o pó compacto da marca Bruna Tavares, vendido de R$ 27,99 a R$ 85,90.

Flores sempre estão entre as principais opções para o dia das mães. (Foto: Reprodução)
Flores sempre estão entre as principais opções para o dia das mães. (Foto: Reprodução)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Uma sessão de massagem relaxante de 50 minutos  foi encontrada com preços entre R$ 80 e R$ 184, variação de cerca de 130%. Entre os produtos eletrônicos, o depilador Philips 2 velocidades foi o que apresentou maior diferença de preço (135%). Ou seja, custando de R$ 199 a R$ 469.

Pesquisa em Anápolis

O Procon Anápolis realizou uma pesquisa de intenção de compra entre os dias 29 de abril e 2 de maio. A princípio, foram entrevistadas 177 pessoas com um questionário composto de 12 questões.

Na pesquisa os perfumes aparecem como a opção favorita dos anapolinos para presentear as mães (36,5%). Em seguida estão itens, com 27,4% de intenção de compras. Dos entrevistados 12,1% pretendem comprar calçados e 16,6% outros presentes. Flores, eletrodomésticos e chocolates também estão entre os preferidos.

<yoastmark class=

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O levantamento revelou que 85,8% têm intenção de presentear as mães, mas 14,2% não pretendem comprar um objeto material. Dos que irão presentear, 46,8% comprarão apenas um produto e 44,9% pretendem comprar dois. Já 8,2% dos entrevistados não sabem se comprarão mais de um presente.

A pesquisa também revelou os valores que os entrevistados estão dispostos a desembolsar. Cerca de 10,2% pretendem gastar de R$ 50 a R$ 70. Outros 38,2% responderam que, neste ano, poderão gastar de R$ 70 a R$ 150. Já 22,3% afirmam que vão gastar de R$ 150 a R$ 200. Em resumo, somente 19,1% sinalizam gastos superiores a R$ 200.

O levantamento mostrou que 18,7% pretendem realizar as compras nos shoppings, 13,5% em outros locais e 7,7% pela internet. Então, o Procon também orienta que em caso de preços abusivos ou qualquer prática suspeita os consumidores podem entrar em contato pelo WhatsApp (62) 3902-2882 ou (62) 3902-1365.

Presentes estão mais caros

A pesquisa  do Procon GO revelou que diversos produtos estão mais caros em relação ao ano passado. A paleta de sombras da marca Mariana Saad, por exemplo, subiu 95%. Já a cesta de café da manhã com 50 itens teve aumento de 52,80%. Ou seja, o produto era vendido ano passado a R$ 219,90 e esse ano custa R$ 336.

Essa data é considerada a principal no calendário do comércio no primeiro semestre. Então, segundo pesquisa da Câmara de Dirigentes Lojistas de Goiânia (CDL Goiânia), o Dia das Mães deve levar 94% dos consumidores às compras na capital. Dados da entidade apontam que, este ano, cada consumidor gastará em média R$ 155.

Diversos itens estão mais caros em relação ao dia das mães no ano passado. (Foto: Reprodução / Procon GO)
Diversos itens estão mais caros em relação ao dia das mães no ano passado. (Foto: Reprodução / Procon GO)

Dicas para comprar o presente

O Procon Goiás recomenda que se pesquise os preços antes de decidir comprar o presente. Desse modo, outro ponto importante é que os produtos precisam estar com preços expostos de forma visível, tanto o valor a vista quanto as parcelas.

No entanto, o estabelecimento só é obrigado a efetuar a troca do produto se ele apresentar algum defeito e o consumidor tem até 30 dias para reclamar os valores de produtos e serviços não duráveis e 90 dias para produtos e serviços duráveis.

Outra dica importante é testar os aparelhos eletrônicos ainda na loja e só comprar caso haja manual de instruções em português e relação da rede autorizada de assistência técnica do produto.

No caso de compras realizadas fora da loja física, o consumidor deve exigir o comprovante da data de entrega. Porém, nesse caso, o prazo de desistência da compra é de 7 dias a partir do recebimento do produto.

Exigir a nota fiscal na aquisição de qualquer produto é essencial, pois só com ela o consumidor poderá fazer valer os seus direitos e formalizar uma reclamação.

Por fim, a tabela completa com os nomes dos estabelecimentos pesquisados e a lista completa de produtos e valores pode ser consultada no site do Procon GO (goias.gov.br/procon)

Tags

PUBLICIDADE
Whatsapp
Enviar mensagem