ANÁPOLIS GOIÁS
Atualizado em 22/03/2024 - 16:22

Cledson Baia Mota, de 23 anos, é suspeito de assassinar brutalmente Joseane Martins de Oliveira, de 42. A Polícia Civil suspeita que a garota de programa teria sido abusada sexualmente por Cledson antes de ter o crânio esmagado a pedradas. O homicídio ocorreu em Nerópolis, a 32 km de Anápolis, na madrugada da última quarta-feira (20).

O crime, conforme o próprio suspeito informou à Polícia Militar (PM), foi praticado como uma forma de vingança. Segundo ele, Joseane teria furtado uma quantia em dinheiro dele depois de um programa. De acordo com a investigação, o agressor atraiu a vítima com a promessa de um novo programa, porém, com o objetivo de matá-la.

Câmeras de segurança instaladas em um comércio registraram toda a ação. Desse modo, a polícia acredita que a mulher já estava morta quando foi estuprada. Depois do abuso, segundo a Polícia Civil, Joseane teve a cabeça esmagada com chutes e pedradas.

Autor fugiu e foi preso em Goiânia

Joseane foi encontrada sem roupas e com o rosto desfigurado. Logo após cometer o crime, o Cledson fugiu para Goiânia, tendo sido localizado e preso pela Polícia Militar na Avenida Goiás, no setor Central. Ele foi reconhecido pela PM por meio de uma tatuagem.

À Rádio São Francisco FM, o delegado André Fernandes de Almeida explicou que Cledson, autor do crime, foi levado a sede da Polícia Civil em Nerópolis.

“O agressor foi autuado em flagrante por homicídio duplamente qualificado, porte de entorpecentes e pelo crime de roubo, já que ele, após a morte da vítima, levou o celular dela”, diz o delegado.

A reportagem não conseguiu contato com a defesa de Cledson Baia Mota. Porém, o espaço segue aberto.

Tags

PUBLICIDADE
Whatsapp
Enviar mensagem