ANÁPOLIS GOIÁS
MANHÃ DA SÃO FRANCISCO
Atualizado em 24/04/2024 - 12:49
Investigação continua com o objetivo de identificar os demais integrantes da associação criminosa (Foto: Jonathan Cavalcante/Rádio São Francisco FM)
Investigação continua com o objetivo de identificar os demais integrantes da associação criminosa (Foto: Jonathan Cavalcante/Rádio São Francisco FM)

Dois integrantes de uma associação criminosa envolvidos em roubo a fazendas foram presos durante a Operação Golden Chain deflagrada nesta terça-feira (23), em Anápolis. Segundo a Polícia Civil, os bandidos estudaram o padrão de vida do dono de uma fazenda em Campo Limpo de Goiás e invadiram o local no mês passado. O grupo armado rendeu os funcionários da fazenda e efetuou disparos de arma de fogo. Os criminosos procuravam joias, correntes e pulseiras de ouro no interior da propriedade rural.

De acordo com a Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Rurais, o crime aconteceu no dia 19 de março deste ano. A todo momento, os assaltantes chamavam pelo nome do fazendeiro, que não estava no local. Durante o assalto, os criminosos levaram um veículo, duas armas de fogo (espingarda calibre 20 e espingarda calibre 12) e os aparelhos celulares das vítimas.

“Eles estudaram a vítima e sabiam que esse fazendeiro andava com corrente de ouro, por isso o nome da Operação Golden Chain (corrente de ouro). Além das correntes avaliadas em aproximadamente R$ 80 mil, eles queriam jóias. Mas não haviam correntes, nem jóias na fazenda. Além disso, eles planejaram em forçar a vítima a fazer transferências via Pix”, diz o delegado Arthur Fleury em entrevista ao repórter Jonathan Cavalcante da Rádio São Francisco FM.

Operação da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Rurais, com o apoio da Delegacia de Nerópolis (Foto: Divulgação/Polícia Civil)
Operação da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Rurais, com o apoio da Delegacia de Nerópolis (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Operação Golden Chain

“Portanto, a partir desse fato criminoso em menos de um mês identificamos dois membros dessa associação criminosa. Então, pedimos a prisão ao Poder Judiciário de Anápolis, que responde por Campo Limpo. Duas pessoas foram presas e três mandados de busca e apreensão foram cumpridos“, explicou o responsável pelas investigações.

Agora, de acordo com a Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Rurais, a investigação continua com objetivo de identificar outros bandidos envolvidos no crime. A Polícia Civil suspeita que o membros dessa mesma associação criminosa também estejam envolvidos com o tráfico de drogas.

“Por sorte, nesse caso específico o dono da fazenda não estava no local, pois a história poderia ser diferente devido a agressividade desses bandidos. Então, reiteramos que qualquer crime violento que ocorre na zona rural, a gente dá uma resposta, e essa resposta foi rápida. E assim a gente espera continuar combatendo crimes na zona rural”, finaliza o delegado Arthur Fleury.

Plantão Policial

Ouça a entrevista com o delegado Arthur Fleury e confira detalhes de outras ocorrências registradas nas últimas horas em Anápolis e região:

Tags

PUBLICIDADE
Whatsapp
Enviar mensagem