ANÁPOLIS GOIÁS
DOMINGÃO 97
Atualizado em 29/02/2024 - 13:45
Até o momento, há 14 municípios com mortes por dengue confirmadas. (Foto: Reprodução / Agência Brasil)

Anápolis é o município goiano com mais mortes por dengue confirmadas no ano de 2024. Isto é o que diz o relatório epidemiológico atualizado pela Secretaria de Estado de Saúde de Goiás (SES-GO) nesta quarta-feira (28). Os dados do órgão apontam 7 óbitos causados pela doença e outros 7 que ainda estão em investigação.

Conforme o relatório, Anápolis é também a segunda cidade em número de casos confirmados, com 3.278. A capital Goiânia aparece no topo do ranking, com 3.673 casos. Dos quatro tipos de dengue, apenas o tipo 1 (37,6% dos diagnósticos) e o tipo 2 (62,4%), estão em circulação em Goiás.

Em todo o estado, foram contabilizados 72 óbitos que estão em investigação. Até o momento, há 14 municípios com mortes por dengue confirmadas. Além de Anápolis, são eles:

  • Luziânia (5 óbitos confirmados, 2 suspeitos)
  • Valparaíso de Goiás (3 óbitos confirmados, 1 suspeito)
  • Uruaçu (3 óbitos confirmados)
  • Águas Lindas de Goiás (2 óbitos confirmados, 6 suspeitos)
  • Iporá (2 óbitos confirmados, 2 suspeitos)
  • Cristalina (2 óbitos confirmados)
  • Goiânia (1 óbito confirmado, 7 suspeitos)
  • Cidade Ocidental (1 óbito confirmado, 3 suspeitos)
  • Novo Gama (1 óbito confirmado, 2 suspeitos)
  • Alto Horizonte (1 óbito confirmado)
  • Aurilândia (1 óbito confirmado)
  • Caldas Novas (1 óbito confirmado)
  • Senador Canedo (1 óbito confirmado)

Emergência em saúde pública

De acordo com levantamento  divulgado nesta quarta-feira (28) pelo Ministério da Saúde, Goiás está entre as sete unidades da Federação que já decretaram situação de emergência em saúde pública por causa da dengue. As outras são: São elas: Minas Gerais, Acre, Espírito Santo, Rio de Janeiro, Santa Catarina e Distrito Federal.

Sintomas

Em caso de dengue, o paciente apresenta febre geralmente por um período de 2 a 7 dias acompanhada de dois ou mais dos seguintes sintomas: náusea ou vômitos; exantema (erupção cutânea); dor de cabeça ou dor atrás dos olhos; dor no corpo ou nas articulações; petéquias (manchas avermelhadas de tamanho pequeno); e baixos níveis de glóbulos brancos no sangue.

Qualquer um dos seguintes sintomas é considerado como sinal de alerta e pode indicar dengue grave: dor abdominal intensa e sustentada ou sensibilidade no abdômen; vômito persistente; acúmulo de líquidos; sangramento de mucosas; letargia ou inquietação; hipotensão postural (pressão arterial baixa ao levantar-se da posição sentada ou deitada); aumento do fígado; e aumento progressivo do hematócrito (porcentagem de hemácias no sangue), com queda na contagem de plaquetas.

Caso tenha algum dos sintomas mencionados acima, procure atendimento médico.

Prevenção

Larva de mosquito da dengue (Foto: Reprodução / Wikipedia)
Larva de mosquito da dengue (Foto: Reprodução / Wikipedia)

É necessário estar atento às medidas de prevenção e proteção contra a dengue:

  • Desse modo, caixas d’água devem ser mantidas bem seladas;
  • Então, guarde em áreas cobertas os pneus e outros objetos que possam juntar água;
  • Feche bem os sacos de lixo;
  • Elimine acúmulos de entulho e sucata;
  • Limpe as calhas do telhado;
  • Além disso, coloque areia no pratinho dos vasos de plantas;
  • Remova e esvazie qualquer objeto que possa juntar água. Portanto, até mesmo uma tampinha de garrafa PET pode ser criadouro do Aedes aegypti.

Tags

PUBLICIDADE
Whatsapp
Enviar mensagem