ANÁPOLIS GOIÁS
MANHÃ DA SÃO FRANCISCO
Atualizado em 06/05/2024 - 18:21
"O curso realmente mudou a minha vida e a minha trajetória", diz participante da primeira edição do Escola de Eletricistas. (Foto: Divulgação / Equatorial)
"O curso realmente mudou a minha vida e a minha trajetória", diz participante da primeira edição do Escola de Eletricistas. (Foto: Divulgação / Equatorial)

O programa Escola de Eletricistas 2024 está com inscrições abertas. O projeto da Equatorial em parceria com o Senai oferece formação gratuita para pessoas que desejem trabalhar no setor de distribuição de energia elétrica. O curso será realizado em período integral e será oferecida uma ajuda de custo em quatro parcelas mensais com valor de R$ 680,00.

Em Anápolis serão oferecidas 25 vagas, em Goiás como um todo serão 125. Para se inscrever é necessário ser maior de 18 anos, possuir o diploma do ensino médio e carteira nacional de habilitação (CNH) categoria B definitiva, dentro do prazo de validade. O cadastro deve ser realizado até o dia 17 de julho através do site oficial do programa Escola de Eletricistas 2024.

Processo seletivo

Os candidatos que atenderem aos requisitos de inscrição passarão por uma prova objetiva com 20 questões, sendo 10 de língua-portuguesa e 10 de matemática. O questionário  será on-line e realizado ao vivo, pela plataforma Microsoft Teams, no dia 18 de julho.

Os candidatos deverão acessar o link que será enviado na mensagem de convocação com dia e horário estabelecido e permanecer com a câmera ligada ao longo de toda a prova, que terá duração de 1 hora.

A segunda etapa do processo seletivo será uma entrevista de avaliação comportamental realizada entre os dias 24 de julho e 12 de agosto. Conforme o edital, este procedimento tem como objetivo “avaliar competências comportamentais e profissionais, como a prontidão e disponibilidade para o curso em período integral, o interesse do candidato em iniciar carreira de eletricista no setor de energia elétrica e o perfil comportamental para trabalhar nesta função”

Os candidatos classificados devem ir fazer a matricula na Faculdade de Tecnologia SENAI Roberto Mange (Rua Engenheiro Roberto Mange, n° 239 Bairro Jundiaí) entre os dias 19 e 22 de agosto. O curso de qualificação possui carga horária de 40 horas semanais, totalizando 480 horas do curso profissionalizante e 112 horas de curso comportamental.

Edições anteriores

Desde o início do projeto o Escola de Eletricistas já formou 1.134 novos profissionais para atuar no setor elétrico. A primeira edição realizada, em Goiás, foi em agosto do ano passado, e formou mais de 150 profissionais.

Herberth Pereira, de 24 anos, mora em Anápolis e participou da primeira edição do programa. “O curso realmente mudou a minha vida e a minha trajetória, me deu a oportunidade de crescimento e de descobrir o que eu realmente gosto de fazer”, pontua Herberth.

31 mulheres concluíram o curso Escola de Eletricistas na última edição. Entre elas está Maria Josélia Pierote, de 40 anos. “Foi realmente transformador os três meses de curso, porque eu conhecia somente a parte teórica, e com o programa, consegui entender como são os procedimentos, os processos, os dispositivos, os equipamentos, então, tive um contato direto com o trabalho, foi muito importante”, conta Maria.

Atualmente ela cursando engenharia elétrica e é uma das recém-contratadas da Equatorial Goiás para o cargo de Eletricista Júnior.

O presidente da Equatorial Goiás, Lener Jayme, destaca o trabalho que a companhia tem desenvolvido no Estado em menos de dois anos de atuação. “Em um curto período, já estamos realizando a segunda edição de um projeto importante para a Equatorial e para a sociedade, porque promove a capacitação profissional gratuita e de qualidade e, consequentemente, autonomia econômica entre os participantes. Além de suprir com a demanda crescente de profissionais no setor de energia”, afirma.

Tags

PUBLICIDADE
Whatsapp
Enviar mensagem