ANÁPOLIS GOIÁS
MANHÃ DA SÃO FRANCISCO
Atualizado em 22/04/2024 - 17:53
Terrenos para novas empresas do Daia poderão custar entre R$ 92,50 e R$ 46,25 por metro quadrado. (Foto: Reprodução / Secom - Governo de Goiás)
Terrenos para novas empresas do Daia poderão custar entre R$ 92,50 e R$ 46,25 por metro quadrado. (Foto: Reprodução / Secom - Governo de Goiás)

O Governo de Goiás  acaba de lançar o edital de licitação especial para a definição das empresas que vão ocupar as áreas da Plataforma Logística Multimodal do Distrito Agroindustrial de Anápolis (Daia Plam). O objetivo é selecionar 100 novas empresas e gerar 20 mil novos empregos diretos e indiretos.

Este edital está incluído nas medidas do programa Daia 5.0,que promove ações para a expansão do Daia programadas até 2026, quando o Distrito completa 50 anos. O documento apresenta critérios técnicos de pontuação para a classificação dos interessados, de acordo com sua capacidade de contribuir para o desenvolvimento do estado.

A abertura das propostas será dia 28 de maio, às 9 horas, na sede da Codego. Os novos lotes estão localizados em um terreno de 1,7 milhão de metros quadrados (m²), com infraestrutura já instalada.

“As empresas vão ocupar uma área privilegiada, e faremos uma avaliação rigorosa dos interessados para que a instalação realmente funcione dentro daquele prazo e com o objetivo determinado”, anunciou o governador Ronaldo Caiado.

Vista aérea da entrada do DAIA pela GO-330 (Foto: Divulgação)
Vista aérea da entrada do DAIA pela GO-330 (Foto: Divulgação)

Critérios de seleção

Entre os critérios para a seleção das novas empresas estão: capacidade de geração de emprego,  viabilidade econômica e financeira e o índice de encadeamento econômico. Além da observância de práticas relacionadas à sustentabilidade ambiental e à inovação tecnológica. Empresas já instaladas no Daia também podem pleitear novas áreas para expansão.

“A essência do processo é perseguir critérios que identificamos como mais relevantes para transformar a expansão do Daia em realidade no menor tempo possível”, ressalta o secretário da Infraestrutura, Pedro Sales.

Conforme o Edital nº 001/2024, o Estado oferecerá subsídio de 50% sobre o valor de mercado dos terrenos, estimado em R$ 185,00 por m². Considerando a pontuação, a empresa classificada poderá alcançar ainda um desconto adicional de até 50%. Assim o custo final do metro quadrado vai oscilar entre R$ 92,50 e R$ 46,25.

Tags

PUBLICIDADE
Whatsapp
Enviar mensagem