Em Anápolis, menos de 15% das crianças se vacinaram contra a covid-19, diz Vigilância em Saúde

Foto: Prefeitura de Anápolis

Desde que teve início a Campanha de Vacinação de crianças contra a Covid-19, menos de 15% foram imunizadas em Anápolis. Em entrevista à Rádio São Francisco, na manhã desta segunda-feira (23), a diretora de Vigilância em Saúde do Município, Mirlene Garcia, afirmou que, até o momento, dentro do grupo entre menores de 5 anos e maiores que 6 meses, somente 3.613 de 24.428 crianças receberam a vacinação, o que corresponde a 14%.

A diretora elencou três motivos para o baixo número: afastamento da família dos postos de saúde, disseminação de fake news a respeito da vacinação e o tempo frio das últimas semanas. “Os pais têm medo de que possam surgir doenças respiratórias, mas a única contraindicação e estar gripado”, explica.

No geral, segundo Mirlene, houve uma redução do número diário de pessoas que tem buscado a vacinação, principalmente na procura pela terceira e quarta dose. “É preocupante o número. A vacinação ainda está lenta. É um alerta para que idosos, filhos, mães e pais se vacinem”, afirmou. A diretora ressaltou, ainda, que na vacinação das gestantes, apenas 560 foram imunizadas, de um total de 4.200.

Influenza, Covid e Sarampo

Também estão disponíveis na rede as vacinas contra Influenza e Covid. A diretora de Vigilância chamou a atenção para as pessoas que precisam receber essas doses. “Precisamos que a população fique atenta. Ainda não saímos da pandemia e estamos num período favorável para doenças respiratórias”, pontuou Mirlene.

A vacina contra a influenza está disponível para idosos com mais de 60 anos, trabalhadores de saúde, crianças de seis meses a menores de cinco anos, gestantes, puérperas, ou seja, mulheres até 45 dias após o parto; portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais.

Também podem se vacinar pessoas com deficiência permanente, professores, trabalhadores das forças de segurança e salvamento, forças armadas, caminhoneiros, trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros urbano e de longo curso; e trabalhadores portuários.

As doses da vacina contra a covid estão disponíveis para completar o esquema vacinal, nos locais em que são distribuídas, conforme o imunizante. Veja os locais aqui. A campanha contra o sarampo para trabalhadores da saúde e crianças de seis meses a menores de cinco anos também continua.

Ouça a entrevista:

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Whatsapp
Enviar mensagem