ANÁPOLIS GOIÁS
FESTA DA MUSICA
Atualizado em 05/02/2024 - 13:44

A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) de Anápolis inaugurou nesta semana uma sala multissensorial. O ambiente oferecerá conforto, relaxamento e interação para pessoas com diferentes tipos de deficiência e transtornos a partir desta segunda-feira (5). A instalação é uma das primeiras do tipo em Goiás e beneficiará os pacientes que fazem tratamento de reabilitação intelectual na instituição.

“O objetivo é oferecer uma alternativa de refúgio para crianças neuro divergentes, que podem ficar incomodadas com excesso de estímulos, e também para pessoas com alterações sensoriais, que precisam de mais estímulos para desenvolver suas habilidades perceptivas”, explica doutora Eliane Pereira, coordenadora dos atendimentos em saúde da APAE Anápolis.

A sala beneficiará mais de 100 pacientes por mês e possui recursos que estimulam os sentidos de forma controlada, com música, sons, luz, texturas e aromas. A instalação poderá ser usada de forma individual ou coletiva, de acordo com as necessidades e preferências de cada paciente.

Recursos oferecidos pela sala multisensorial da APAE Anápolis:

  • Coluna de bolhas: um tubo transparente que contém água colorida e bolhas móveis;
  • Piscina de bolinhas: as esferas de plástico têm luz LED e mudam de cor, uma forma de estimular o tato e a visão;
  • Fibra ótica: fios flexíveis que emitem luzes coloridas e podem ser tocados;
  • Piso interativo: aparelhos instalados no chão reagem ao movimento e projetam  imagens e sons com temas diversos (animais, flores, planetas, etc);
  • Tela interativa: uma tela sensível ao toque que permite escolher entre vários jogos e atividades educativas;
  • Painel de bolhas: um quadro que contém bolhas de ar móveis que geram um efeito visual e tátil;
  • Brinquedos sensoriais: objetos de diferentes formas, texturas, cores e sons;
    Globo de espelhos: uma bola coberta com pequenos espelhos criam um efeito de discoteca.

Estimular, relaxar, educar e divertir

A sala multissensorial será utilizada por diversos profissionais que atuam na APAE de Anápolis, como pedagogos, psicopedagogos, terapeutas ocupacionais, psicólogos, fisioterapeutas, musicoterapeutas, fonoaudiólogos.

Cada profissional pode adaptar a sala de acordo com o objetivo do atendimento, seja para estimular, relaxar, educar ou divertir os pacientes. Serão atendidas crianças, adolescentes, adultos e idosos com necessidades especiais diversas, como:

  • Alterações sensoriais
  • Transtorno do Espectro Autista
  • Deficiência Intelectual
  • TDAH (Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade)
  • Síndrome de Down

A sala pode ainda ajudar pessoas com quadros que sofram de estresse, agressividade, hiperatividade, medo, depressão e pânico.

Maria da Penha é mãe de uma uma aluna da APAE e vice-presidente da instituição. Há alguns anos, ela e a filha tiveram contato com uma sala sensorial em Portugal. “Eu gostei muito da sala multissensorial. O ambiente traz calma, segurança e os recursos como luzes, piscina de bolinhas, sons e cheiros permitem o desenvolvimento de todos os sentidos”, relata.

A implantação

A implantação da sala multissensorial na APAE de Anápolis foi possível devido ao recebimento de saldos remanescentes da prestação de serviços de saúde ao SUS nos últimos cinco anos. Os recursos foram pagos em 2023 e também financiarão capacitações para a equipe que utilizará a sala.

O presidente da APAE, Vanderley Cezário, afirma que a instalação é um antigo desejo da instituição. “Eu acho que essa sala é um presente para todos os usuários da APAE de Anápolis. Eu só tenho a agradecer a todos que contribuíram para que essa sala fosse implantada aqui”, diz.

Tags

PUBLICIDADE
Whatsapp
Enviar mensagem