ANÁPOLIS GOIÁS
SINTONIA, DESPERTAI
Atualizado em 21/09/2023 - 12:05

As mídias de áudio, como rádio, streaming e podcast, continuam relevantes e conquistam cada vez mais audiência. É o que revelam os dados do Inside Áudio 2023, divulgados pela consultoria Kantar IBOPE Media. Conforme a pesquisa, 90% dos brasileiros consomem algum formato de áudio. O rádio, em específico, é ouvido por 80% da população. Os ouvintes passam, em média, 3h55 por dia acompanhando sua programação preferida.

O levantamento concluiu que a maior parte das pessoas escuta rádio em casa, durante as atividades do dia a dia (58%), mas há também quem acompanhe no carro ou moto particular (27%) e até no trabalho (12%). Quanto ao tipo de conteúdo, 94% dos ouvintes consomem música, 32% se informam nos noticiários locais e 26% nos noticiários nacionais. Sobre o jornalismo de rádio, 83% dos ouvintes acreditam que o meio apresenta as informações de forma ágil e 64% confiam na credibilidade das notícias transmitidas.

“O sucesso do rádio reflete a capacidade de se adaptar ao consumo cada vez mais transversal de conteúdo, cuja jornada se dá em diferentes devices e plataformas. Essa adaptabilidade garante ao áudio, de forma geral, uma presença crossmedia, engajando as audiências em diversos formatos e pontos de contato, gera oportunidades nas janelas de conteúdo, monetização e publicidade”, diz Giovana Alcantara, diretora de Desenvolvimento de Negócios regionais da Kantar IBOPE Media.

Podcasts

Entre os ouvintes de rádio, 50% afirmaram ter ouvido podcasts nos últimos três meses – alta de 23% em relação ao último ano. Como resultado, os temas preferidos são comédia (37%), música (34%), noticiário e política (23%), esporte (23%) e educação (22%). Os conteúdos produzidos pelas rádios também são acompanhados em outras plataformas. Entre os ouvintes, 39% consomem conteúdo das emissoras via YouTube, 25% acompanham as redes sociais e 22% escutam podcasts.

Anunciar em rádio

A pesquisa mensurou o potencial publicitário do rádio, entre os ouvintes, 53% prestam atenção nos anúncios das emissoras. Os comerciais mais lembrados foram exibidos entre programas e as músicas (50%), ações publicitárias feitas por locutores (27%) e promoções na programação (25%). Além disso, 99 dos 100 maiores anunciantes do país em 2022 estavam presentes no rádio durante o primeiro semestre de 2023.

Investir em anúncio no rádio pode trazer benefícios para o negócio. Entre eles, o custo-benefício, já que o veículo é uma mídia de grande alcance e penetração, com valores mais acessíveis do que a TV, por exemplo. Então, em Anápolis, as rádios São Francisco 97.7 FM e 96.3 FM são alternativas quando o assunto é resultado.

Rádios mais ouvidas de Anápolis

De acordo com pesquisa do Instituto Voga Brasil, 70.1% dos anapolinos escutam rádio e a São Francisco é a mais ouvida de Anápolis. Desse percentual, 19.2% preferem a 97.7 FM enquanto 15.6%, a 96 FM. Dessa forma, as emissoras são, respectivamente, a primeira e a segunda rádios mais ouvidas da cidade.

Portanto, anunciantes que buscam atingir diferentes faixas de idade e gênero com uma frequência que abrange o eixo Goiânia-Anápolis-Brasília, podem entrar em contato com o Departamento Comercial da Rádios de Resultado (RDR) — marca comercial que representa as emissoras da Fundação Frei João Batista Vogel.

É rápido e eficaz. É possível inserir marca, produto ou serviço na programação com agilidade. Nosso time é capaz de identificar necessidade, perfil e público consumidor e planejar a mídia de forma imediata. Os resultados independem do porte, se pequeno comerciante ou grande varejista”, garante o gerente comercial Alex Arruda.

Tags

PUBLICIDADE
Whatsapp
Enviar mensagem