• Novos pardais eletrônicos vão fiscalizar uso de celular dentro de veículos Segunda-feira, 15/07/2019 às 16:30:49

    Lucas Almeida

    Em processo de licitação desde dezembro de 2018, a ausência de barreiras eletrônicas em Anápolis se tornou motivo de questionamento entre a população.

    Em nota o diretor-geral da Companhia Municipal de trânsito (CMTT), Fernando Cunha, informou que a Companhia tem feito o maior projeto de sinalização horizontal da história de Anápolis e em breve as barreiras estarão de volta.

    Os efeitos do projeto já podem ser vistos em toda Avenida Brasil e também por outras avenidas da cidade.

    Ainda sem previsão de retorno para as ruas, o diretor de engenharia de tráfego, Igor lino disse ao repórter Marcelo Wallace que, além de monitorar o excesso de velocidade, os novos pardais eletrônicos vai fiscalizar o uso de celular dentro de veículos.

    Enquanto isso não acontece, os fiscais de trânsito têm esse papel.

    Um estudo feito pela Centro de Experimentação e Segurança Viária (Cesvi) apontou que desviar o olhar para responder uma mensagem no Whatsapp a 80 km/h equivale a dirigir a extensão de um campo e futebol inteiro com os olhos fechados.

    O estudo apontou, ainda, que os motoristas chegam a ficar até 4,5 segundos sem atentar ao trânsito enquanto interagem em alguma rede social.

    Sendo assim, abrir o Facebook a 50 km/h equivale a deixar o carro “dirigir sozinho” por uma extensão equivalente a 12 veículos populares enfileirados.

    A pesquisa também cita o Instagram. Para se ter uma ideia, o simples fato de atualizar a rede social em 50 km/h equivale à percorrer a extensão de duas carretas enfileiradas com os olhos fechados.

    Foto: Divulgação