• Alta velocidade está sendo solucionada com quebra-molas Quarta-feira, 22/05/2019 às 11:40:50

    Lucas Almeida

    “Em Anápolis, alguns radares foram substituídos por quebra-molas. O efeito é o mesmo, mas não tem custo para o cidadão, que vai ter que passar devagar, ou vai quebrar o carro”, disse o inspetor Fabrício Fleury, da Polícia Rodoviária Federal (PRF) em entrevista ao Bate rebate no último dia 15 de Maio.

    Se o efeito é o mesmo das barreiras eletrônicas então por que alguns lugares em Anápolis sofre com a alta velocidade dos carros? Pelo WhatsApp do Jornalismo da Rádio São Francisco chegam mensagens de várias partes de Anápolis. Para atender as demandas, a reportagem da Rádio esteve no Conjunto Filostro Machado, na Rua Almiro de Amorim, para ouvir os moradores.

    Segundo eles, diversos acidentes foram causados pela alta velocidade. “Já tentamos contato com a Companhia Municipal de trânsito (CMTT) e nada foi feito. As pessoas tentam atravessar a rua e os motoristas não respeitam. Precisamos de uma lombofaixa aqui”, relata o morador Flávio de Souza Silva, que vive no bairro desde o início.

    Em resposta, o diretor-geral da CMTT, Fernando Cunha afirmou que a Companhia tem feito o maior projeto de sinalização horizontal da história de Anápolis. “Nós vamos pedir ao pessoal da engenharia que adiante a instalação desse quebra-molas na Rua Almiro de Amorim para que tranquilize os moradores da região”, garantiu.

    Foto: Reprodução