• Praça de pedágio entre Anápolis e Goiânia seria um dos locais com tarifa superfaturada Sexta-feira, 12/04/2019 às 09:46:47
    Leandro Santiago

    Quem costuma ir de Anápolis para Goiânia pode ter pago tarifa de pedágio mais cara do que devia. É o que apura a Polícia Federal, que deflagrou nessa quinta-feira, 11 a Operação Infinita Highway, com o objetivo de desarticular um esquema de superfaturamento de pedágio em Goiás, Bahia e Espírito Santo.

    Um dos mandados de busca e apreensão foi no escritório da Triunfo Concebra, em Goiânia. A empresa detém as concessões de pedágio do trecho goiano das BRs 060 e 153, o que inclui a praça de pedágio de Goianápolis, entre Anápolis e Goiânia. Também estão na lista os pedágios de Alexânia, Professor Jamil e Itumbiara.

    Segundo as investigações, empresas concessionárias contratavam a emissão de laudos fraudulentos que atestavam a qualidade das rodovias, evitando assim a aplicação de multas e outras penalidades pela Agência Nacional de Transporte Terrestres (ANTT), responsável pela fiscalização do serviço.

    Também foi apurado, com a aprovação da ANTT, que uma das concessionárias envolvidas aumentou indevidamente o valor cobrado a título de pedágio, sob a falsa alegação de elevação dos custos de manutenção de rodovias. Isso seria possível graças a orçamentos fictícios, emitidos por empresas que não existiam.

    A Triunfo disse que não teve acesso as informações do processo e que está à disposição da Justiça para esclarecimentos.

    Foto: Divulgação