• Dia Nacional da Poesia: em entrevista, poetisa anapolina destaca "o poeta é um ser insano" Quinta-feira, 14/03/2019 às 11:13:15
    Weber Witt 
     
    “O poeta é um ser sádico, que se expõe ao risco por vontade própria, e ao mesmo tempo por ser compelido pelo ‘eu’ que habita em si”. É assim que a poetisa anapolina Lilly Araújo define a paixão por escrever na obra o Poeta. Comemorado nesta quinta-feira, 14, o Dia Nacional da Poesia desperta em Lilly a fase da infância, quando se interessou pelos versos influenciada pela mãe.
     
    Mas foi aos 14 anos que ela começou a escrever. “Minha mãe sempre amou poesia. Ela escrevia os versos em um caderninho de capa floral”, relembra ao repórter Rafael Tomazeti, que conversou com ela. Lilly conta que em sua casa tinha uma coleção do poeta brasileiro Castro Alves.
     
    “Quando eu entrei para a alfabetização, minha mãe me pegava concentrada lendo as obras do autor. Eu não sei o quanto eu entendia daquilo na época, mas eu posso dizer que a poesia nunca mais sairia de dentro de mim”, afirma.
     
    Para ela, a data não lembra apenas a arte do poema, mas a arte de enxergar a arte da poesia em cada nuance que ela se apresenta. “Na pintura, na música, na prosa, a poesia é como um estado de senti-la na alma”, enfatiza.
     
    Lilly Araújo já participou de concursos literários em todo o país. Em um deles, em Caxias do Sul, no Rio Grande do Sul, ganhou em primeiro lugar com um de seus poemas. “A partir disso que começou a intensificar em mim o pensamento de que eu era poeta, não apenas no estado de ser da alma”, conta.
     
    Continuação de o Poeta
     
    O poeta foge da trincheira. Abandona qualquer chance de abrigo ou reticências. Se expõe de peito aberto à frente da batalha.
     
    O poeta é um ser profundo, não suporta superficialidades, ao certo, morreria se enclausurado ao lado de seres rasos.
     
    O poeta é um ser insano, decerto nasce com dois corações e nenhuma fonte de legiscidade. O amor não é lógico. É apenas o tudo que se pode haver definido em si mesmo.
     
    O poeta também.

    Foto destaque: Marcelo Carvalho 
    Foto Lilly Araújo: Arquivo pessoal