• Código ambiental pode arborizar Anápolis Quarta-feira, 13/03/2019 às 10:08:05

    Leandro Santiago

    Discutido na última segunda-feira, 11, na Câmara Municipal de Anápolis, o novo Código Ambiental deve ser votado pelos vereadores e aprovados ainda este semestre. E foi o código o assunto no Bate Rebate desta quarta-feira, 13. Para a vereadora Thaís Souza (PSL), o novo código deve trazer avanços para Anápolis.

    "O antigo código era de 1999 e não acompanhou as mudanças e a mobilidade do município", disse a vereadora, explicando as necessidades das alterações, entre elas, maior agilidade para as licenças ambientais. "Antigamente o usuário dava entrada em uma licença ambiental e não tinha prazo para o poder público responder, agora não. Vamos discutir esses prazos".

    O novo código também prevê o uso de câmeras para flagrar moradores descartando lixo em locais irregulares e multas para quem fizer esse descarte. "Teremos ecopontos móveis. Isso para a população pegar seu sofá velho e jogar ali". Segundo a vereadora, esses locais também servirão para descarte de eletrônicos, como TVs e computadores velhos.

    A desburocratização também é um dos pontos do novo Código, que para Thaís, não vai significar empreendimentos com possibilidades maiores de agressão ao meio ambiente. "O propósito é que seja desburocratizado em uma licença meramente administrativa. Não vejo nenhum risco para o meio ambiente, mas claro que existem casos pontuais que serão ressalvados".

    Um plano de arborização de Anápolis também faria parte do Código. De acordo com a vereadora, um mapeamento da cidade já está sendo feito para identificar as áreas que precisam de árvores.

    Foto: Tati Bastos