• UFG proíbe festas em duas dependências após estudante ser morto a tiros durante Segunda-feira, 18/09/2017 às 16:44:32

    Universidade Federal de Goiás (UFG) proibiu a realização de qualquer festa em seus campus até que sejam definidas "normas para a realização destes eventos". A decisão, informada em nota nesta segunda-feira (18), foi tomada depois que o estudante Ariel Ben Hur Costa Vaz, de 32 anos, foi morto a tiros e outro rapaz ficou ferido durante uma "Calourada Unificada". A Polícia Civil investiga o crime.

    O comunicado da instituição destaca ainda que a reitoria "continua trabalhando para apurar mais detalhes sobre os fatos" relacionados ao homicídio.

    Ariel foi assassinado na última sexta-feira (15), no gramado entre o Centro de Convivência da UFG e a Faculdade de Artes Visuais (FAV), no Setor Itatiaia. Segundo a polícia, os dois jovens foram socorridos pelo Corpo de Bombeiros, e Ariel morreu quando estava a caminho do Centro de Atenção Integral à Saúde (Cais) do Setor Campinas. No entanto, ele não resistiu aos ferimentos.

    O rapaz ferido trabalhava na lanchonete da festa. Ele foi alvejado de raspão no pescoço e na mão e está internado no Hospital de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol). Segundo a assessoria de imprensa da unidade, a família não autorizou o repasse de informações relacionadas ao estado de saúde dele.

    O evento foi organizado pelo Diretório Central de Estudantes (DCE) com a autorização da UFG.

    Fonte/Foto: G1 Goiás